1 de março de 2011

Religião, Falta de Respeito, Preconceito, etc....

Bom, eu resolvi a pouco tempo falar de mais coisas, e ampliar os temas do Lugar de Nerd, então vou tocar num assunto que me incomoda relativamente...e me faz agir assim:


Sinceramente, isso tudo é um saco, e não quero falar isso no blog pra dizer que todos os nerds são assim, nem nada do tipo, mas é uma espécie de desabafo pessoal, porém com coisas mais detalhadas e dizer umas coisas que eu realmente penso, afinal já li bastante e conheço o bastante pra entrar num debate (de preferência sadio) com alguém que entenda...

Pra começar, no Brasil e em outros países colonizados, existe uma espécie de "obrigação" em seguir qualquer tipo de conduta, grupo social ou coisas do tipo, e todos os tachados de diferentes são obrigados a lidar com preconceito e coisas desse tipo, afinal nesse quesito se a pessoa te pergunta qual religião você segue, e você falar que não segue nenhuma mesmo sem eles perguntarem se você acredita ou não em Deus, você recebe espanto da parte deles em frases como "Nossa, não pode ser assim...", basicamente como se você tivesse se tornado um fora da lei a partir desse instante. Afinal como disse meu amigo Renan "É muito mais fácil colonizar pela religião do que pela força bruta", afinal foi isso que ocorreu em nosso país...


Isso criou uma espécie de estigma, ou de marca insolúvel pra todos, de forma que ninguém aceita o ateísmo ou mesmo o agnosticismo de forma inteligente, simplesmente se assustam e consequentemente os reprimem, de forma tão suja que chega a dar pena...

Eu, nesse momento sou agnóstico (para quem não sabe o que é, vejam aqui) e nada indica que eu mude de conduta, mas pode ser que eu realmente mude, mas ninguém aceita isso de forma normal, eles tem atitudes para pessoas como eu como se fossemos bichos de uma realidade paralela. O que é uma das formas mais abstratas e frequentes da sociedade dita como "moderna e contemporânea".

Eu tenho amigos de todas as religiões e nenhum deles brigam comigo e sabe o motivo de tudo isso ? A resposta é clara, o que eu chamo de: Mente Aberta !

Pessoas que não se limitam e sabem aceitar as diferentes acabam ganhando meu profundo respeito, e fato é que por exemplo, não é difícil achar pessoas que mesmo que em forma de piadinhas (perdoadas em casos de amizades que permitam isso) que zombam das pessoas por ela morar em um estado e torcer pra times de outros, ou simplesmente ser brasileiro e torcer pra Argentina. Ou que simplesmente acham que por ser rockeiros não devem frequentar baladas, ou pessoas que por seguirem determinada coisa "X" não podem fazer "Y", mesmo tendo uma vontade quase incontrolável, e quando ela tem mente fechada e quebra esse paradigma de tanta vontade, ela se abstém de tudo e fica com sentimento de culpa, como se viver fosse um erro...


Isso é certo ?

Bom, pra mim, não, ninguém deve se limitar a ponto de achar que uma pessoa pode ser melhor ou pior por religiões, afinal, quantos bandidos pedem bíblia nas cadeias, pagam de bonzinhos e quando saem de lá, fazem tudo de novo ou pior...

Eu não gosto de uma porrada de condutas religiosas, tenho motivos pra não gostar delas, e mesmo assim respeito pessoas que as seguem, desde que me respeitem e de preferência me questionem o motivo disso de forma sadia, sem críticas pessoais devido a tudo isso, afinal, tudo conversado é entendido.

Lá fora em países bem instruídos não existem restrições imbecis como várias que vemos no Brasil devido a suas religiões, e não pretendo cita-las pra não atrair atenção de fanáticos/lunáticos religiosos, afinal, quem me conhece sabe que não tenho paciência com esse tipo de gente e apelo mesmo, falando todo o tipo de preconceito que ela tem, e acredite, sem ofender o lado pessoal dela, mas é uma pena que todos os fanáticos levem a crítica da religiosidade para o lado pessoal, mas isso já não é problema meu !

Afinal, o fanatismo cresce e rápido, principalmente em nosso país, onde as pessoas se cegam por nascerem em famílias que as obriguem a ser assim, e caso não sigam são reprimidas pela própria família, ou simplesmente pelo fato da culpa, por acharem que devido a seus erros, algo terrível as espera numa eventual morte sem a mudança de seus hábitos. Respeito religiosidade, mas não costumo engolir o fanatismo exatamente por pessoas fazerem uma das coisas que eu mais odeio...

No, caso, perderem sua personalidade. Que no meu ponto de vista se fosse algo notável fisicamente seria assim:


O honrado Questão que me perdoe, mas não quero ofende-lo e sim deixar claro a falta de personalidade no sentido de, pararem seus hábitos, que muitas vezes são coisas que os deixam felizes, por mero "conforto religioso" pra que suas almas possam descansar numa suposta "Paz", porém, uma paz infeliz na qual o preço dela é simplesmente parar de fazer coisas que elas gostam, como por exemplo, festas, conversar com determinadas pessoas, frequentas determinados lugares, e tudo mais, eu raramente encontro pessoas que são convictas em suas fé, usam sua religião pra se confortarem, respeitam a opinião alheia e mesmo assim fazem tudo que gostam sem o menor medo, por que sabem que é aquilo que ela gosta de fazer que a torna feliz, e não sua religião, afinal, pra essas pessoas, a religião é um Norte, um apoio psicológico que não necessariamente determina o que ela deve ou não gostar, e sim mostrar o que ela vê como certo ou errado !

Outra coisa irritante são os tipinhos diários que simplesmente forçam a barra falando que aceitam (e depois falam bastante merda pelas costas) ou então ficar insistindo, tentando de alguma forma me convencer a aceitar, e isso quando acontece, pelo menos no meu caso, acaba em risadas sarcásticas da minha parte, o que os incomoda e os faz desistir, claro que não em todos os casos, o que é uma pena !

Afinal, quem não queria um método 100% eficaz de espantar os fanáticos ?

Fanátismo cansa, enche o saco e é totalmente incoveniente em 90% das vezes que costumam acontecer. Um verdadeiro tormento psicológico as pessoas falando e pelo menos eu, sem a menor vontade de ouvir, por isso hoje em dia quando perguntam se quero ouvir, sou sincero o bastante pra falar "Não", não to sendo mal educado, sério, e sim sincero, afinal nem sempre to com paciência pra ouvir essas coisas, li bastante, e não gosto, e por mais que eles não gostem de mim por isso, é um direito que eu tenho, e uso ele com bastante frequência ! Afinal como não são pessoas do meu convívio pessoal, nem me importo com eles no final das contas !

Mas eu só fiz essa postagem por realmente estar saturado de tanto preconceito na sociedade com uma coisa que era pra ser opcional, e praticamente se tornou uma obrigação, ou melhor, sempre foi... e eu por nadar contra a maré deles, acabo sendo alvo mas não ligo, mas a questão é, se a religião é um modo de respeitar e amar o próximo, por que ela cria tanto preconceito ? A resposta é, fraqueza psicológica dessas pessoas... Até por que, não acredito que a força esteja em músculos ou em imposição...

8 comentários:

Juninho' disse...

Foda =D

Isabella Moreno - pode vir de voadora, vou orar aqui disse...

Ê, meu 1º comment pq eu gosto do assunto! xD
Não aceite como uma crítica negativa, ok?
Pois bem, tolerância religiosa NÃO existe em muito países ditos de 1º mundo... Na Polônia, por exemplo, a maioria da população DEVE ser católica, mas não esse Catolicismo fajuto que vivemos aqui no Brasil... Sei pq tenho um graaande amigo de lá que reclama disso comigo diariamente... Mas enfim, tu sabes minha "religião" ou a falta dela, melhore a si msm antes de cobrar mudanças nos demais, e isso é geral, eu acredito na Física Quântica, essa é a minha 'religião'... A gente fala mal de quem não segue nossos princípios, não cobro deles respeito msm cara, aqui no Brasil a tolerância religiosa é absurda comparada a muitos outros países e religiões q não temos por aqui... Então, de boa, em outras religiões não visadas por nós daqui, há pena de morte até, por coisas absurdas e geralmente a pena é para a VÍTIMA! Então, comparemos essas religiões, principalmente o islamismo, por exemplo, com a intolerância de tiazinhas mal amadas "crentes" brasileiras... Aguentar preconceito é fácil, um dia tu aprende a lidar com isso, principalmente quando se compara com a falta de liberdade religiosa que existe em diversas partes do mundo, com penas rígidas para quem negar seus deuses e ensinamentos... Brasil é pinto, tias crentes são 'pinto', aqui é terra do oba-oba, então, nesse sentido, eu não critico msm, cada um seja oq quiser ser, acredite no unicórnio roxo de bolinhas amarelas, whatever, agradecemos por temos a liberdade de optar sem sofrer sanções... Amém, oremos! hahahahaha xD

Isabella de novo, continuo orando por ti! disse...

Ahhh, desculpa empentelhar novamente, mas, lendo a parte q tu diz q os religiosos deixam de fazer o q gostam por "conforto religioso", é simples explicar... Brasileiro sofre, mas não aguentar sofrer taaanto assim, né? A gente tem o tal do jeitinho brasileiro... Pois então, a religião, nem sei se essa porra é provada ou não, é uma forma de nos punir pelo oq determinada religião considera como pecado, uma absolvição divina pelas nossas cagadas... Ou seja, tem gente que chicoteia as próprias costas, tem gente que fura a bochecha com lasca de bambu, tem gente q deixa de comer carne de porco, tem gente q se alimenta d luz e medita o dia inteiro, tem gente q usa cinto de castidade, tem gente q usa cilício, tem gente que ajoelha no milho, reza 3 ave marias, 3 credos, por aí vai...
A grande punição de alguns é deixar d ir pra festas e beber, fumar ou fazer sexo (com uma pessoa do sexo oposto, antes do casamento)... Ahh vai, esse deus daí é bonzinho até, nem exige tanto assim... =p

Scariel disse...

Falou até pouco.
Você tem muito azar de atrair esse pessoal.
Mais como tem um tempão que não atualizo meu blog,vou rezar ae pra ver se tenho uma luz!

siriddknnds disse...

Ótimo post, infelizmente a falta de conhecimento assombra o ser humano, 'assombra' num sentido de que nos trava, nos impede de estar por dentro de uma coisa que nós mesmos seguimos.Fanatismo pff, considero isso um lixo da sociedade, uma coisa que acarreta ódio, aversão, opressão à pessoas de livre pensamento( seja ela com muito ou pouco conhecimento, mas que param pra pensar por si mesmas, e não por textos feitos pela vida toda).Esse assunto sempre vai ser polêmico, já que estamos lidando com crenças pessoais, sempre terá aquele que tentará te converter, sejam os meios mais fáceis, ou até mesmo os meios mais perversos, também terá aquele fala mansa, que tentará de converter aos poucos te mostrando um caminho 'iluminado',fodam-se, nem sempre o que é bom pra alguns, necessariamente tende à ser bom pra outros, então por isso digo, 'tentar converter é uma chatisse', falta do que fazer e ainda atrevo à dizer que não deixa de ser um terrorismo psicológico também...acabar entrando em confronto irracionalmente com as idéias de outros é futilidade pura.

Post bacana mesmo!
Fanáticos e preconceituosos que por 'acaso'(ou seria um sinal pra converter mais alguém pra lista de vocês) leem o post e o comentário... não irei fazer xingamentos à vocês, digo apenas que vocês são muito chatos, ao extremo haha!

Bia Chun-li disse...

Gosto do assunto. Infelizmente preconceito existe. Tanto para aqueles que não acreditam, como para aqueles que acreditam. No Irã, você corre o risco de ser morto, caso possua outra crença ou caso seja ateu. E na Coréia do Norte, pode-se dizer que o cristianismo foi quase todo dizimado, devido as perseguições do regime comunista (fico então imaginando que outras crençs devem ter sofrido o mesmo fim). Infelizmente, seja você religioso, ateu, agnóstico ou seja lá o que for, sempre vai ter uma pessoa que se acha a tal e vai querer impor o que acredita.

Você não é o único que passou por isso. Já cansei de ser tachada de burra, ignorante e outros adjetivos lindos por simplesmente ser... Evangélica. Conheci gente que queria me desconverter (o engraçado é que eu em nenhum momento os obrigava a seguir o que penso ¬¬), sem falar aquele estereótipo de que só porque fiz facul de Hitória, sou uma comunista atéia, kkkk.

Em fóruns, cheguei a dar fora em pessoas que vinham com um discurso estilo Dawkins, dizendo que teístas são burros e etc, assim como já dei muitos foras em irmãos de fé que falavam merda e via o diabo até na própria sombra. O mais engraçado é que esses dias estava lendo umas merdas que um doido crente falou no Capacitor sobre os Smurfs (me fez dar facepalms aqui) e lendo uma resposta no orkut de um rapaz cristão de a uns neo-ateus que calou a boca deles.

Como disse a um colega, quanto mais vejo esse tipo de coisa, mais eu chego a conclusão que o problema está principalmente no ser humano, independendo se ele acredita em Deus, na Deusa ou na matemática. =/

Anônimo disse...

Post bacana, sempre gostei das coisas que o juninho escreve.

Jun Kurosu disse...

Esse negócio de perder personalidade pode dar um bom tema para Persona 5.