21 de maio de 2014

Porque Persona 2 É MUITO Melhor que Persona 3 e Persona 4.



Esse texto é totalmente direcionado pra quem não confia em minhas palavras...

Porque aqueles que confiam, vão dar uma risada e pensar:

"Esse cara manja."

Pode ter certeza...

Mas falando sério agora, Persona em si é uma grande franquia, um grande jogo e provavelmente um dos maiores (se não o maior) sucesso comercial dos RPG's da Atlus.

Então... Porque eu digo abertamente que o 2 é melhor que 3 e 4?

É simples, eu até poderia falar disso o dia todo, debater e mostrar milhões de coisas que provam isso... Mas melhor separar por tópicos pra demonstrar exatamente tudo que quero passar.

Em todo caso, vou comparar somente 4 jogos, Persona 2 Innocent Sin, Persona 2 Eternal Punishment, Persona 3 (no caso, o FES e Portable) e Persona 4. Não confundam isso com fanboysmo porque eu gosto de todos os jogos que estou comparando.

Here we go!

Enredo, A Parte Mais Importante


Começando pela parte mais importante de um RPG de verdade que se preze: sua história. Honestamente, vamos por partes, em Persona 3 tem uma abordagem legal sobre a síndrome da apatia, pessoas perdendo a vontade do nada por causa do lance da meia noite, onde tudo fica bizarro, shadows atacam pessoas e tudo mais.

Isso é uma boa ideia e até meio que "encaixa" com a temática colegial do jogo.

O 4 já não dá pra falar isso. Ele tem um enredo base bem melhor que o 3 e até mesmo lembra os SMT "normais" onde tem uma temática macabra, pessoas com medo, e tudo mais. Isso é uma ideia genial.

Mas o que estraga ambos?

A narrativa... Mas ela é ruim? Não... Bom, sim e não. Acaba sendo mais chata do que ruim.

O problema ta no formato colegial que é um saco, e te OBRIGA a passar diariamente numa escola, vendo um progresso de enredo absurdamente lento e te permitindo ir em masmorras de tempos em tempos, sendo que o 3 pelo menos anida tem de tempos em tempos shadows atacando as cidades pra você ir em cenários urbanos...

As duas crises são realmente grandes, e a do 4 principalmente. Na do 3 eu ainda acho "válido" (forçando um cadinho da barra) ter o colégio, mas no 4 pelo menos deveria ser opcional já que a proporção dos assassinatos é tão grande que eu não estranharia os caras abandonarem o colégio pra se dedicar à ficar na cola do criminoso.

Na verdade, eu acho mesmo estranho é eles NÃO largarem...

Mas aí eu te digo? Onde o 2 supera isso? Em tudo!

Por que?

Simples.

Os eventos que ocorrem em Persona 2 não é coisa pra uma meia dúzia ter medo como na pequena cidade do Persona 4 ou em boa parte da cidade grande do 3. Em Persona 2, a cidade é atacada por demônios, por entidades de outras culturas que lá são vistas como primos distantes do capiroto mas isso é o de menos.


A grande graça nisso é que é um evento que pega todo mundo de surpresa, todo mundo fica vendo aquilo e se desespera, quase todo mundo que você conversa e sabe do assunto tem medo ou já ta ficando literalmente louco com o pânico da situação.

Sem falar que no Persona 2 o tecido da realidade ta tão abalado por motivos que seriam spoilers muito filhos da puta, que isso altera o conceito da realidade pra que tudo que muita gente acredite simplesmente aconteça, ou seja, se todo mundo acredita que demônios gigantes maiores que megazords vão brotar do chão... eles VÃO BROTAR... Se pessoas acreditam que existe uma doença que se pega pelo ar e faz geral chorar rios de molho de pimenta, isso VAI acontecer. É bem sinistro.

Persona 2 abusa de várias coisas e entre elas a falta de controle de rumores da sociedade pra benefício de uns e outros, além do fanatismo, do medo, do pavor e principalmente de como o "efeito manada" afeta os seres humanos sejam nos rumores ou nos medos.

Afinal de contas, conversando com os demônios (nos contatos) descobrimos que nem todos sabem que são "demônios", alguns deles nos veem como tal, outros tem medo da gente mesmo, alguns só se defendem e tem os que se divertem matando ou vendo o pânico tomando conta da cidade. Eles até mesmo humanizaram os "monstros normais" do jogo mostrando de uma forma muito inteligente o conceito de ser "humano" que eu particularmente só vi de forma tão brilhante em Legend of Mana.

Se bem que em Legend of Mana funciona até melhor, porque lá isso é meio que parte do universo em si. No caso do Persona 2 foi um detalhe de gameplay bem bolado pra pensarmos duas vezes antes de julgar o livro pela capa.

Músicas

Aposto que ele ta ouvindo a boss theme do Eternal Punishment...

Olha, ta aí um ponto bem legal da franquia. Os sons, as músicas. A esmagadora maioria é realmente foda mas... O que eu tenho a reclamar das OST's do Persona 3 e 4?

Honestamente. A do 3 quase nada.

Mas a do 4... essa sim.

Ela cansa, e tem uma das piores músicas de batalha que eu já ouvi em toda minha humilde e curta vida. Isso se ela não for a pior. Tanto é que no Persona 3 Portable deixaram a música original do 3 e FES e ainda colocaram uma nova (mesmo que não tão boa quanto) pra garota, mas porra. Isso é foda demais.

No 4 Golden, colocaram uma nova no lugar da Reach Out to the Truth e nem sei se tem como trocar, mas só o fato de ter uma nova MUITO melhor (ainda que fraca) já ta de bom tamanho pra mim.

Eu jamais jogaria Persona 4 de novo do PS2 por conta daquela música terrível, mas jogaria o Golden algum dia se tivesse a chance (e tempo) pra tal coisa.

Yuu garantiu que prefere isso do que a Reach Out To The Truth...

Outra coisa, ambas são J-pop mas no Persona 2 as músicas tem mais identidade, sem falar que são mais densas e combinam fazendo jus totalmente ao universo caótico que vivem os personagens.

No 3 e 4 dá a entender a mesma coisa, e a música de batalha do 3 é mega boa, Mass Destruction tem meu respeito mas a do 4 dá nos nervos, mas falando de atmosfera as duas não fazem tanto sentido assim com algo psicológico e que ameaça as pessoas de um lugar, não dá a atmosfera de tensão que por exemplo jogos como The Legend of Dragoon tem em suas batalhas.

Em Persona 2 uma música de tensão, dá tensão de verdade, uma música triste, te faz quase chorar, as de batalhas, te fazem querer entrar em combate enquanto a do 3 é boa pra caralho mas não transmite tanta coisa e a do 4 nem preciso repetir o quanto tenho repúdio daquela abominação.

Ao menos as músicas de chefes do 3 e 4 são excepcionais, elas transmitem um perigo que muitas vezes o próprio jogo retrata mas você acaba não levando tããão a sério assim por conta de temática colegial e a besteira de enfrentar o perigo nas horas vagas...

Eu digo e repito, músicas são importantes num jogo demorado justamente porque parte delas é o que vai te levar a continuar jogando por muitas e muitas horas, mas pelo menos a OST de nenhum desses jogos chega perto da sonolência que tive jogando Final Fantasy XII.

Maniqueísmo


Eis aqui um elemento importante em Persona...

O maniqueísmo nunca foi lá muito usado na série Shin Megami Tensei como um todo, a série clássica te permite ser bom ou ruim, isso já mostra que existem dois lados da moeda e não um "certo porque sim" ou "errado porque sim". Deixando claro que suas ações tem consequências e você pode tomar seu próprio rumo seguindo um dos dois ou sendo neutro.

E no IV ainda tem o "nada" que você não faz nada perante a situação. Até ousado eu diria.

Mas... Persona 2 não tem maniqueísmo. Você provavelmente não entendeu onde eu quero chegar, então vamos lá.

Em Persona 2 todo mundo é forte o bastante pra ter mais de uma persona, cada um claramente tem "sua persona principal" mas isso é só aspecto visual, dentro do jogo eles nunca citam o nome de uma persona verdadeira justamente porque eles não tem uma, todas são suas personas verdadeiras.


Acontece que no 2 cada aspecto da personalidade humana gera uma persona, você ter mais de uma reflete seus lados bons, ruins, amargos, mesquinhos, egoístas, altruístas e etc... Cada persona pode facilmente representar um momento, um aspecto, uma face da sua personalidade.

Em Persona 3 e 4 você tem um aspecto BOM da sua personalidade, no máximo reprimido como o caso de Yukari no 3 e o fato de ter de superar pra ela evoluir ou adquirir um no Persona 4 é meramente ser bom...

Ser bom, amável, gentil, gente boa e etc.

Tanto é que no 4, sua parte ruim vira um shadow, que deve ser enfrentada pra se ter a persona...

Ou seja, você constantemente precisa ser BOM pra ver essa evolução ou ganhar uma persona. Bom no sentido de entender e perdoar seja lá o que magoe tal personagem entre coisas do tipo.

Isso no Persona 2 até acontece no Innocent Sin mas o peso das situações, dos momentos além de maior não é meramente um "ser bom", justamente o modo de amadurecimento de cada pessoa em cima de cada convicção. Isso mostra como mesmo uma coisa que a série nunca teve, o maniqueísmo, em partes estraga parte da experiência no 3 e 4.

Por sorte, foram MUITÍSSIMO bem usados, não posso falar que eles são "os guerreiros da luz e justiça que combatem o malvado maléfico porque sim e pronto" porque não é, os personagens tem profundidade... Já os vilões.... Bem, eles são o próximo tópico!

Vilões


Ai ai, vilões... A maioria deles é um tanto quanto jogada enquanto outros se destacam em meio a multidão, nos fazem torcer por eles e ficar puto com as produtoras por nos fazer jogar com heróis ao invés deles.

Mas não é sempre assim. Claro.

Como o Dipaula já brincou com as palavras, vou deixar claro, Persona 2 tem antagonistas e Persona 3 e 4 tem vilões.

Persona 3 tem a deusa Nyx, absolutamente nada além da concentração dos desejos mais impuros dos seres humanos e tudo mais...

Ela tava selada, funciona bem? Funciona! Encaixa direitinho sem ofender? Concordo de novo. Eu até gosto MUITO dela.

Persona 4 é quase lá, tem o assassino que é até legal a justificativa dele e o modo como ele entendeu as coisas de acordo com eventos da história mas a verdade é que esse dito cujo não é o vilão maior...

A vilã maior é a deusa Izanami... Deusa da mitologia japonesa que é jogada no seu colo com um "porque sim" de dar medo.Enquanto Ameno-Sagiri e o assassino tinham motivações e tudo mais, mas na verdade era parte de um plano maior da deusa manipulando tudo...

Olha como a presença de um "porque sim" pode estragar algo, quando eu digo porque sim é que não foram apresentados os devidos sinais pra te fazer entender, tudo que acontece até o final é que depois do assassino falso e do assassino real, se você jogar com atenção, vai faltar algumas explicações e elas são "uma deusa fez porque sim".

Nyarlathotep, um ser ruim POR SUA CULPA!

Mas se apesar de tudo funciona bem no 3 e no 4 é meio mal usado mas acaba funcionando porque eu reclamo tanto?

Seguinte... Era pra haver uma evolução de um jogo pra outro em tudo, certo? Essa é a ideia.

Em Persona 2 temos Nyarlathotep, o cara simplesmente manipulou tudo do começo ao fim nos dois jogos que participou e ainda é sugerido por interpretação que talvez ele tenha feito no minimo as coisas piorarem no primeiro jogo...

Mas o cara é o que? Desde o começo é apresentado como uma "persona da humanidade". Tanto ele como Philemon são aspectos da humanidade, e notavelmente Nyarlathotep é notavelmente a parte ruim da coisa.

Tudo que aconteceu de ruim durante os dois jogos é simplesmente um teste das duas entidades e no final de tudo a culpa é de quem? Dos próprios personagens do jogo tal como de todos os outros envolvidos e mesmo os não envolvidos, afinal são aspectos humanos, e toda a humanidade está envolvida.

Em Persona 3 ainda houve mortes por parte de um dos vilões menores (Takaya, um vilão interessantinho por sinal) e a morte do Shinjiro é até impactante mas não supera a morte que há no final de Innocent Sin.

Não vou falar de quem é, seria uma puta sacanagem. Mas aquilo sim é uma merda de ver. É legal pela história mas um choque tão forte que simplesmente me deixou de queixo caído...

Nem mesmo compararei personagens como King Leo ou o Joker do Eternal Punishment porque seria até uma tremenda covardia...

Em todo caso, tanto Nyx e Erebus do Persona 3 e até mesmo em partes a maldade de Izanami são um mero plágio de Nyarlathotep, nem todos puderam perceber isso... Dentro desse tipo de universo, criar uma motivação é algo complexo, mas eles simplesmente deixaram "de graça" em relação ao aos primeiros jogos, porque até mesmo o Persona 1 tinha como inimigo final a mente de Mary, que por sinal é meio que uma distorção doentia e macabra tão doida, uma ideia tão foda, que eu até hoje não entendo porque não repetiram.

Gameplay E Seus Recursos

Fusions Spells das mais variadas formas... VOLTEM!

O gameplay do Persona 3 no começo não me incomodou, mas vou ser sincero... Que retrocesso perto do 2.

Vamos por partes, Persona 1 tinha um gameplay simples porém ultra trabalhoso, tinha a questão tática do posicionamento dos personagens, acaba ficando chato de uma forma ou de outra. Mas nada condenável.

Persona 2 veio com um gameplay muito mais coeso, preciso, complexo e pra delírio da maioria.... mais lógico e funcional do que os outros e por diversos motivos.

Primeiro, ele tem vários elementos de ataque, fogo, água, gelo, terra, vento, nuclear, trevas, luz, gravidade, almight e se tem mais algum eu não me lembro. O pior é que faz sentido pela diversidade de demônios e no Persona 3 essa parte foi simplificada.

E eu até entendo, era complexo demais no 2.

Em Persona 3 e 4 mal colocaram fogo, água, terra, vento, luz e trevas. E Almighty... agora virou algo indefensável. No máximo sua defesa mágia pode reduzir parte do dano e nada mais.E os chefes abusam MUITO disso nos dois últimos da franquia, dando uma curva de dificuldade em alguns pequenos pontos totalmente densecessária.

Além de tudo, Persona 2 tinha a coisa mais legal em termos de combate que eram as Fusion Spells.São diversas formas, tamanhos, efeitos e por aí vai.

Os contatos com demônios podem gerar as mais variadas situações entre engraçadas ou sinistras.

Você vai ter que descobrir quais são mas se ganhado o item que é adquirido no cassino que te mostra quais você pode fazer de acordo as magias que tem disponível no exato momento com suas personas... Fica moleza.

Sem falar nos contatos com demônios que eu já falei acima, isso é parte do gameplay assim como adquirir personas novas através das cartas de tarô.

No Persona 3 simplesmente ceifaram essa gracinha chamada Fusion Spell, deixando somente algumas poucas e com personas específicos do principal, gastando um SP absurdo em muitos casos e com breves exceções sendo muito úteis, porque a maioria era uma magia normal levemente turbinada.


Menos Armageddon. Mas ela é roubada e nem conta. Ela ta desde o 2 e o trabalho que se gasta pra ter ela nem compensa... Além de que... Qual a graça de ter uma magia que acaba com tudo na hora? Nenhuma ao meu ver. Tirar o desafio do jogo é uma bobagem.

O resto dos recursos apresentados em Persona 1 e totalmente melhorados no 2 foram simplesmente eliminados.

No 4 a única coisa legal é a interação com os personagens que temos social links aumentados, eles vão te ajudar, tirar status e etc, mas não é nada demais, principalmente se comparado ao nível de estratégia que se pode bolar na duologia.

Elementos do Enredo

Investigação, elemento fortíssimo do P2EP.

Perto de Persona 2, o 3 e 4 são passeios no parque em tudo.

Mas dessa vez não me refiro à elementos macabros e sim na sua complexidade.

O 3 e 4 por exemplo, se você tirar boa parte do que rola no jogo, principalmente os Social Links, as partes de conversa sobre colégio e todas as demais bobagens redundantes que infelizmente acrescentam ao jogo mas em absolutamente NADA pro enredo... O que sobra?

Um jogo onde temos uma aventura simples, que deve ser lidada de forma até mesmo simples, ou seja, no braço.

Não são ruins, de forma alguma.

Mas quem terminou Persona 2 sabe que... QUALQUER elemento do enredo removido pode alterar o fluxo da história.

Experimente tirar a parte inicial do colégio tanto em Innocent Sin quanto Eternal Punishment do enredo, uma vez que eles são explicados no final do jogo em ambos os casos. Eu desafio a qualquer um a fazer isso sem sentir que "falta" algo no decorrer.

O mesmo vale pra Xibalba, as caveiras de cristal e as profecias do Innocent Sin ou mesmo a perseguição criminal, a entrada tardia de Tatsuya ou mesmo qualquer outro elemento do Eternal Punishment.

Os dois P2 são consideravelmente menores que o 3 e 4 mas o que temos no dois últimos são meros acréscimos de encheção de linguiça em muitas partes que pro enredo infelizmente não representa nada.

Principalmente os Social Links, mas que tal falar deles agora?

Social Links, Uma Ideia Muito Boa... e CHATA!


Antes de fechar a janela ou ir nos comentários me xingar, saibam que gostei dos Social Links, mas o "por que" do meu chato? Eu vou explicar.

Pensando bem, vejamos, quase toda sidequest de P2 em geral, aborda elementos do enredo e personagens que tem algo e esse algo te motiva a procurar alguma coisa pra entregar pra essa pessoa ou mesmo resolver...

Agora, seguinte, as sidequests de Persona 2 tem uma vantagem, elas são intimamente ligadas ao enredo de forma que criam um laço de complemento com a história, essa é a grande sacada.

Os Social Links no 3 e 4 são parte da experiência de uma jornada onde o foco é a interação social, mas acaba sendo chato...

Eu sei que os personagens dos Social Links no geral são bem feitos, com conversas interessantes, totalmente coesas e tudo mais... Mas cadê a graça?

Você lê, e acabou. Por melhor e mais bem feito que seja, ela não tem ligação com enredo e o máximo que vai ter é um fortalecimento na Arcana desse personagem. A recompensa é bem pequena comparada ao trabalho que temos com tudo isso.


Eu por exemplo no 3 fiz muitas, eu gostava mas eu esperei algo ligado ao enredo e.... Nada. O 4 como eu já sabia que num tinha, eu nem me dei ao trabalho de fazer. E as poucas que eu vi, eram ainda melhores e mais bem feitas que do 3 mas a recompensa era a mesma. Sem falar na chatice de se programar em dias da semana pra conversar com uma pessoa e outra e ter um retorno minúsculo.

Mas apesar de mais bem feitas de modo geral no 4, os personagens são mais profundos que do 3, mas outro problema... essa profundidade é "opcional".

No 3, a gente vai entendendo os personagens com o simples decorrer do enredo, no 4 não, Naoto por exemplo entra quase na cobrança de penaltis de tão tarde que entra no jogo, mal dá tempo de conhece-la, e se não fizer Social Link com todos você não vai entender os personagens nem mesmo superficialmente.

Eu desafio qualquer um a entender o machismo do Kanji sem os Social Links... Não tem como. Mas no P3 ao menos dá pra entender tudo de cada personagem só com seu mero decorrer, o amadurecimento deles é parte da narrativa principal como um todo.

Persona 2, diferente de ambos, tem as duas coisas, o amadurecimento como parte do enredo e eventos opcionais que se entende melhor os personagens por suas ações ou então o universo em si, mas com toque mais sutil, nem tudo é totalmente jogado na sua cara como nos dois jogos que acabei de citar... Talvez parte dessa sutileza tenha se perdido pelo fato da maioria não ter entendido mesmo.

Um exemplo bacana é que tem um cara que fica nos bares, e ele tem persona, mas ele usa pra ganhar dinheiro e não só em combate, e pra descobrir isso basta conversar com todos antes e depois de cada evento, isso é um modo opcional de conhecer melhor os personagens e se bem explorado, até melhor do que os Social Links...

Persona 5 ta vindo aí, espero que não tenha nada de Social Link e se tiver, que seja opcional... Totalmente complementar... Mas eu sei que terá e que as chances de serem "obrigatórias" são quase 100%.

Personagens!


Falando neles, agora a última parte desse longo post.

Os personagens! E sim, eles são melhores que os de P3 e P4 mas de muito longe.

Em praticamente todos os aspectos.

Se você considerar a arte do P2 Innocent Sin e Eternal Punishment do PS1 piores, ok, eu entendo, porque eu também acho as do P3 e P4 MUITO melhores e mais agradáveis aos olhos.

Mas no geral, falando do pacote completo, Persona 2 vence. Motivo? Simples!

Qual a grande graça de Persona no geral? A humanidade dos personagens, a facilidade de se ver no lugar deles e sentir total empatia por suas causas, motivações e razoes pra serem daquela forma tudo inteiramente humanos ao extremo. Nos permitindo uma forte ligação com praticamente todos eles, ou ao menos maioria.

Então... Por que do Persona 3 e 4 são inferiores? Lembrando, eles são bons. Mas por que inferiores?

Pra se entender totalmente no Persona 3, basta seguir a história, mas ela anda a passos de tartaruga por conta dos Social Links, eventos de escola e etc... E o mesmo no 4, só que no 4 é ainda pior porque são praticamente side-quests.

No 3 ao menos, o próprio fluxo da história te faz ver os personagens e acreditar neles... Mas...


A verdade é que é meio bobo. Em alguns casos.

Casos como Kanji, Yukari e Akihiko são das poucas exceções que são realmente maduros, os outros são realmente bons, mas em determinadas partes até deveras infantil.

Agora, você pega Persona 2 e dá uma comparada, qualquer personagem do grupo.

Por exemplo, ninguém do grupo em Persona 2 morre... Na verdade até morre, mas deixa pra lá. Ninguém do seu grupo precisa morrer pra sair do grupo de uma forma convincente e impactante, alguém que jogou Innocent Sin lembra como a Yukino saiu do grupo? Aquilo é uma tristeza totalmente profunda e absolutamente normal vindo da situação que ela passou.

Ou Eikichi, que teve de superar a crise de falta de autoestima e até se tornou narcisista no processo, ou mesmo o que Lisa precisou fazer pra chamar atenção visto contra sua Shadow, sem falar em elementos mais pesados ainda de Eternal Punishment, sobre como e porque Baofu saiu da Lei pra ir atás de Tatsuzou ou mesmo os motivos de Tatsuya pra se sentir culpado.

Tais coisas, são mais densas, profundas, impactantes e não é necessário um evento de social link pra engatilha-los, os eventos acontecem tais como Persona 3 mas são de uma magnitude muito maior, com um tom mais adulto.

------------------------------------------------

Bom, é meio que isso aí mesmo, se entendeu mais ou menos onde eu quis chegar, é só comentar se concorda ou discorda, lembrando que eu prefiro a temática mais adulta de Persona, logo essa tacada comercial pra vender apesar de totalmente entendível (uma vez que Persona não era um RPG que se destacava ao extremo) por questões financeiras e atingia muito menos público, em alguns casos uma tacada comercial pode até ser justificada.

Mas não justifica a tamanha queda de qualidade, mas isso é, pra quem curte um Persona realmente adulto, pra quem prefere a temática adolescente, os outros dois são pratos cheios de verdade. Excelentes jogos, ainda que muitíssimo abaixo da duologia que veio antes deles.

12 comentários:

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

realmente foi coeso esse post de comparação do Persona 2 ao 3 e 4.

como tu falou no fim, Persona 3 e 4 foram feitos daquela maneira pelo jogos anteriores serem pesados demais. e esses são mais famosos. (ou mais modinha) e não sei dizer sobre as social Links do 4 se comparadas as Side-Quests de Innocent Sin, mas tu está certo. em Persona 2 é menos complicado conhecer os personagens.

sobre os vilões, bom ainda não zerei o jogo. heheeh, mas de acordo com a Wikipédia da série, Nyathorelep e Joker são bem mais hardcore que a Izanami mesmo, e ela está para o Zeromus do FFIV. onde o jogador deve encara-lo como uma puta ameaça, a gente o mata e meh!

esse persona 2 estou o jogando aos poucos (O maldito Deus Ex é mais longo do que imaginava....) mas firme e forte. e se nota um clima bem pesado nele tanto que comprei também o Eternal Punishiment, mas está em japonês.

só como chute, acho que a Lisa e o Tatsuya vão se $#%$%$ feio ou todos vão pagar o preço? e a Maya sempre fala de ter tido a impressão de ter-los conhecido antes...o Innocent sin e Eternal Punishiment tem um quê de Efeito Borboleta??

enfim, vou jogando. e já até imagino como será o final dos dois jogos.

e realmente, aqui entre nós, estamos cagando para o Persona 1, que embora seja também bem dark, ele é "Meh" comparado ao 2.

Juninho! disse...

Persona 2 é menos complicado de se conhecer os inimigos e inexplicavelmente mais foda, impactante e mais maduro. Isso pode ter certeza.

Persona 2 é realmente uma experiência muito forte que eu tive e nada de jogar Eternal Punishment japonês, compre na PSN ele americano e jogue no seu PSP direitinho como um bom garoto.

Não fica imaginando casal em Persona 2, porque não vai ter, os finais não são felizes e a Lisa com Tatsuya tinha tudo pra dar certo mas... Não. Você vai entender.

E se todos vão pagar o preço? Veremos... Você vai descobrir somente no final do EP.

A Maya conhece todos eles, lembra que eu te falei muito tempo atrás que a cena das lembranças do Final Fantasy VIII era MUITO idiota e que a do Persona 2 Innocent Sin era mais ou menos a mesma ideia só que 2 mil vezes melhor? Bom, já te dei a dica, o resto fica por sua conta, você vai descobrir e entender por si mesmo.

E não, você não imagina os finais! Eu garanto! UHSAUHASUHHUSAHUSA

E realmente, o Persona 1 tinha uma puta boa ideia, da mente da Mary distorcendo a realidade ser o último chefe, mas o pacote geral acaba sendo meia boca e no final de tudo o P2 acaba sendo MUITO superior em praticamente todos os aspectos. Então ele já perdeu a necessidade de existir mesmo, e o remake do PSP tem uma OST MUITO RUIM MESMO! Mas muito ruim pra caralho com força total e pior que muita OST ruim por aí.

Enfim, espero que se torne um admirador de Persona 2 no final, mas você vai ver como a série retrocedeu...

Anônimo disse...

Cara, apesar de discordar em relação a música de P4, que para mim foi melhor do que a de P3 (porém, concordo que muitas vezes ela não é adequada para o clima), vejo que você manja mesmo do assunto.


E ainda consegue admitir defeitos nos jogos que gosta. Digo, por experiência própria, que essa é uma qualidade cada vez mais rara e quem tem não tem muitos amigos. Mas, dane-se, melhor sermos antipatizados pelo que realmente somos.


Você devia estar no lugar daquele Monark do youtube. Pessoal gosta dele só pelo jeito crianção, depois não querem ser chamados de crianças rsrs.

Juninho! disse...

Caro anônimo,

Muito obrigado, é por isso que eu sou visto como "chato", porque eu falo mal até dos jogos que eu realmente gosto, tipo Persona 2 que os dois jogos são lineares e isso é um defeito pra um RPG no meu ponto de vista mas as qualidades são TÃO mas TÃO BOAS e tão marcantes, que não consigo botar isso como uma coisa que prejudique a experiência do jogo.

Kenny Thomaz disse...

Bom, já que estou meio que sem tempo, vou fazer uma resposta rápida.

Coincidentemente acabei de conhecer o blog com uma simples pesquisa no Google com as seguintes palavras : "Qual o melhor Persona ?"

E sinceramente não me arrependi, sua critica é tão bem construída que acabei lendo outras criticas do blog, como os elementos repetidos na série Final Fantasy (que mesmo eu adorando, tive que concordar em muitas partes) e porquê o Final Fantasy XIII é o retrocesso da série.

Mas voltando ao assunto Persona, na minha época de PS1, eu não tive contato com a série Shin Megami Tensei, acabei conhecendo só no PS2 com o Persona 3, e mesmo não manjando tanto do inglês consegui pegar boa parte da história, realmente mesmo gostando de temas mais profundos, gostei do lance deles mexerem com o colegial. Até porquê, qual é a melhor época, aonde aparecem as mais diversas incertezas e dúvidas ? Só que realmente, deixaram a experiencia do colégio de forma meio massante.
Eu sinceramente não consegui a me apegar a quase nenhum personagem de Social Link, até achei interessante no 4 você ajudar a evoluírem e com isso ter um "retorno" rumo a sua própria evolução. Mas gostarias que esses personagens secundários tivessem algum impacto na trama.

Acho a história do 3, mais profunda que a do 4. Mas ainda não entendi completamente a história do 3, cheguei a jogar o FES e meu irmão até zerou o modo da Aegis (algo que eu não consegui e.e) e não entendi muito o pq do principal, aparecer no fim daquele jeito, mas um dia eu vou entender HAHA.

Sobre trilha sonora, como eu quase não joguei os Personas antigos, não faço a minima ideia de como seja os temas, mas a trilha sonora do Persona 3 é magnifica, mas concordo que de certa forma as vezes não consegue transmitir todo aquele clima o que o jogo tem para passar. Já no 4, eu acho que realmente o tema de batalha é meio triste, mas acabei me acostumando, mas não deixa de ter ótimas músicas também.

Enfim, espero que você já tenha visto o filme do Persona 3 e os animes do 4, e que venha o 5 (Que a Atlus já está me matando de tanta ansiedade '-')
PS: A unica coisa chata, é que fica muito massante ler toda a critica, porquê não tenta fazer essas criticas em formato de vídeo, ia ser muito bons :D

Juninho! disse...

Cara, sobre o filme do 3. Ainda não.

Mas sinceramente, agradeço muitíssimo pelo carinho e pela sugestão de vídeos, só que eu sou horrível pra edição de qualquer coisa no PC.

Sobre Persona, olha, o 3 acaba por ser do mesmo nível do 4. O 4 tem um enredo melhor, mais bem construído mas os personagens e o desenvolvimento da trama do 3 acabam por ser levemente melhores. Então acabam por ser pau a pau, mas o 2 é RIDICULAMENTE SUPERIOR.

Você NÃO FAZ IDEIA. Quando tiver de bobeira, jogue ele, veja como eu defendo ele e procure jogar com calma (porque o jogo é difícil e muito mas muito mesmo) e vai entender o motivo do 4 e 3 serem gigantescos passos pra trás. Talvez não tão grandes quanto da série FF mas ainda assim muitíssimo grandes.

Persona 2 atinge uma parcela bem menor de pessoas, é muito mais maduro, mais cabeça, os diálogos e profundidades são muito melhores, é só pegar e vai ver. Com poucos minutos dá pra sentir a diferença, joguei o Persona 2 Innocent Sin e depois jogue a continuação Persona 2 Eternal Punishment que é ainda melhor.

Jun Kurosu disse...

Eu não consigo mais jogar P3 e P4 porque me dá sono, e a trilha sonora só ajuda no meu cochilo.

Di Nelson disse...

Que Titulo Exagerado pois o Persona 2 é excelente porem ele perde para o persona 4 em apenas uma questão o carisma dos personagens, pois é exatamente no Persona 4 que eu me fixei já que enquanto o persona 2 possuia 2 pesonagens que eu realmente curti que eram o detetive e a punk boxeadora, bastante na historia no Persona 4 eu realmente não pude chama nenhum personagem de ruim pois eu gostei de todos. E não muda o fato de todos os personas serem jogos exelentes e viciantes por isso é

Bruno Bim disse...

Eu concordo com tudo que falow..porém na minha opiniao "Persona 4" é mais impactante pelo fato de que você se identifica com um dos protagonistas e/ou com os NPCs que vc cria social link.. o fato é que é massante voce viver td dia no game e SIIM É INJUATIVO!! porem!!! Ele realmente faz vc vivenciar a cada dia dia como se realmentr fosse a vida real ..e esse é o impactante que pra mim faz com que seja o melhor da série persona.
As músicas sao descontraídas mas acho que fizeram de propósito pra tirar a monotomia do dia dia algo pra sorrir e destruuir sorrindo as shadows ou suando com os mestres kkkkk..
Protagonistas sao extremamente cativantes com caraters e geitos únicos, sem contar que você ama uns e quer estar presentes com eles..e por isso o social link faz td diferenca no persona 4 ..
a extravagância de cores deixou o jogo feliz ..mas esse fato me fez perceber que foi algo que tentaram criar diferente d tds os outros, algo novo e diferente..por isso as cores e td mais desse game fodastico..a trama dele é pra min a melhor se comparado aos outros...pelo fato de que os protagonistas possuem os deuses mais fodas da historia (nao deixando de lado tbm os masters das ascanas dos NPCs que tbm tem caraters unicos e peculiares que ti fazem quer3r jogar com eles tbm! / o fato legal do persona 4 é que em algumas cenas voce interage NPCs com os protagonistas deixando muito interessante a ligação de amizade que eles tem com vc e nao algo "superficial" como se fosse dois mundos onde ninguem se cruza e só vc conhece tds eles).
A jogabilidade cria a situação de amizade no cenário pois a qualqier momento vc pode cair ou ficar com algum bug kkkk que as shadows ti deixam e vc ou/e outros aleatoriamente vao e ajudam vc tirando tal status ruim..isso deixa claro ao meu ver que sao amigos e nem sempre um item esta do lado a nao ser a parceria d ambos.
poderia falar muito mais por que pra min persona 4 é o melhor. Mas ja é o suficiente e respeito tds que gostam do persona 1,2 ou 3..mas o que mais me cativou em tds os aspectos sem sombra de duvidas foi o "Persona 4" ^-^ !!

Bruno Bim disse...

Concordo muito com vc *0* !!

Mi¢@&¬ do @m@R@¬ ¹²³ disse...

Agr eu quero jogar o persona 2 ;-; cara mt bons os seus posts sobre o universo do smt persona, mt bom msm

Matheus Gonçalves disse...

E o 5, jogou? To puto da cara em ver tanta pagação de pau... Não terminei o 2 ainda. Mas entre o 3, 4 e 5 na minha opinião o 3 é o melhor.